Desafios da saúde

Gestão da saúde: um plano para a recuperação

8 de outubro de 2020 3 min. leitura
gestão da saúde

Em um momento de recuperação pós-Covid-19, as empresas de saúde não deveriam retornar às suas antigas formas de trabalhar. Em vez disso, o apropriado seria usar o momento de recuperação como uma oportunidade de transformação da gestão da saúde, segundo a consultoria global Boston Consulting Group. Isso se daria pelo aprimoramento do atendimento ao paciente e melhorias operacionais.

A pandemia causou mudanças na administração de hospitais e clínicas médicas que eram inimagináveis até poucos meses atrás, e as empresas de saúde foram obrigadas a se reinventar praticamente da noite para o dia, redesenhando suas formas de trabalho. Iniciativas que levariam meses para se concretizar, como a telemedicina, foram implementadas rapidamente, e essas mudanças levam à reflexão de que é possível, sim, reconsiderar a velocidade e o grau das mudanças e inovações no setor de saúde.

Mudanças causadas pela pandemia na gestão da saúde

Para deixar tudo ainda mais claro, o BCG traz um exemplo de uma mudança que aconteceu na gestão da saúde durante a pandemia: o atendimento ambulatorial. No último meio século, essa área passou por poucas mudanças, mas, durante os meses de pandemia, as transformações se aceleraram. Os provedores de saúde adotaram, por exemplo, um envolvimento digital na linha de frente – algo que já era prática comum em outros setores, mas não na saúde.

Tradicionalmente, hospitais oferecem atendimento ambulatorial por meio de consultas presenciais e, durante a crise, aumentou a quantidade de consultas virtuais, a telemedicina. No Reino Unido, as consultas virtuais passaram de menos de 1% do total para 95% em algumas empresas de saúde.

Hospitais e clínicas médicas também implementaram triagens digitais para verificação de sintomas.

Agora que se começa a pensar no mundo pós-Covid-19, a recuperação das empresas de saúde deveria levar em conta os seguintes aspectos, segundo o BCG:

  • Novos modelos de atendimento ambulatorial
  • Novos modelos de serviços
  • Equipes interdisciplinares transversais
  • Rede cruzada de comunicação e coordenação
  • Interfaces entre fornecedores
  • Manutenção do estilo de trabalho por “squads”
  • Manutenção da governança e das estruturas de poder de tomada de decisão

A recuperação da onda inicial de Covid-19 apresenta uma janela de oportunidade única para o setor de saúde se transformar verdadeira e rapidamente, segundo o BCG. As empresas de saúde que constroem maior resiliência e agilidade são aquelas que não apenas se recuperam da crise aguda dos últimos meses e se planejam para o curto prazo, mas que mudam permanentemente para melhor a maneira como funcionam.

Veja também

gestão hospitalar
Desafios da saúde

Um semestre difícil para a gestão hospitalar: entenda em detalhes

A gestão hospitalar passou por um semestre difícil no 2020, consequência da crise causada pelo novo coronavírus. A Covid-19 afetou pacientes, a empregabilidade no setor da saúde e as finanças dos hospitais. Com o aumento dos casos da doença, a recomendação dos órgãos de saúde – Ministério da Saúde, Organização Mundial de Saúde (OMS) e […]
8 de outubro de 2020 3 min. leitura
reforma tributária
Desafios da saúde

Reforma tributária e seu impacto no setor de saúde

A reforma tributária em discussão no Congresso Nacional vai impactar diretamente o setor de saúde – e não será de uma forma positiva. Isso porque a proposta em tramitação, se aprovada como está, aumentará os custos de hospitais e laboratórios de medicina diagnóstica em 7,4%, enquanto os convênios médicos teriam uma elevação de 5,2% nos […]
8 de outubro de 2020 4 min. leitura
fluxo de caixa
Desafios da saúde

A perda de beneficiários dos planos de saúde e o impacto no fluxo de caixa das empresas do setor

A perda de beneficiários dos planos de saúde e o impacto no fluxo de caixa das empresas do setor Com o aumento do desemprego, vem diminuindo o número de beneficiários dos planos de saúde. Segundo dados da Agência Nacional de Saúde (ANS), 283 mil pessoas saíram da base entre março e maio. Até que ponto […]
8 de outubro de 2020 3 min. leitura